Seja Benvindo!

Prezado Internauta!

Seja benvindo a esse Blog: que é nosso, fique a vontade para compartilhar suas idéias e informações relacionados ao tema deficiência e psiquiatria.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Uma Uma em cada sete pessoas na Terra apresenta deficiência ou limitação física

Mais de 1 bilhão de pessoas no mundo vivem com algum tipo de deficiência, de acordo com uma nova pesquisa internacional . Isso é cerca de 15 por cento da população mundial, ou quase um em cada 7 pessoas.
Os números vêm de um esforço conjunto da Organização Mundial de Saúde e do Banco Mundial . A última vez que se teve uma estimativa da prevalência de incapacidades foi na década de 1970, quando a OMS constatou que era cerca de 10 por cento. O relatório atual sugere que a estimativa de 15 por cento irá crescer à medida que a população mundial avança em expectativa de vida.
Como nos anos 70, os números de hoje são na melhor das hipóteses, uma aproximação. Muitos países não coletam os dados com cuidado, e definições de deficiência diferem de lugar para lugar. O Banco Mundial e a OMS buscaram englobar pessoas que têm dificuldade para enxergar, ouvir, andar,problemas de memória, limitação de cuidado pessoal ou de comunicação. Mundialmente, a deficiência mais comum em pessoas com menos de 60 anos é a depressão profunda, seguida pela deficiência auditiva e deficiência visual.
O relatório inclui um prefácio do físico teórico Stephen Hawking , que não consegue se alimentar, vestir ou falar sem ajuda, em razão da esclerose lateral amiotrófica, uma doença fatal e geralmente incapacitante. Ele diz que há um dever moral de se ajudar as pessoas com deficiência.
O chefe da OMS, Margaret Chan , oferece-se, além da moral, uma outra razão: “Provavelmente cada um de nós vai estar permanente ou temporariamente deficiente, em algum momento na vida.” Um editorial no jornal médico The Lancet aponta que as acomodações para pessoas com deficiência, tais como cortes de meio-fio, também ajudam a não-deficientes (como pessoas com carrinhos de criança).
Porque os dados estatísticos são importante? A razão é que conhecer a prevalência de deficiência ajuda as organizações a definir prioridades e configurar os programas providos pela OMS e pelo Banco Mundial – medidas que possibilitem às pessoas com deficiência cuidar de si, trabalhar e se locomover.
O relatório não estima o custo total do estabelecimento de tais programas. E também não oferece soluções para o maior desafio: encontrar o dinheiro.
Do original em http://www.npr.org/blogs/health/2011/06/09/137084239/nearly-1-in-7-people-on-earth-are-disabled-survey-finds e deciente ciente.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Secretária Dra. Linamara participa de lançamento do Relatório Mundial sobre Deficiência, na ONU, em Nova York.

O mês de junho está sendo marcado por importantes eventos. Um deles foi a apresentação do Relatório Mundial sobre Deficiência, em Nova York (EUA), no dia 9. O Relatório apresenta recomendações sobre ações que devem ser tomadas  e  mostra que, atualmente, há mais de 1 bilhão de pessoas com deficiência no mundo. A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Doutora Linamara Rizzo Battistella, representou o Brasil durante uma sessão conjunta entre a ONU (Organização das Nações Unidas) e a OMS (Organização Mundial de Saúde). Nessa sessão também foram discutidas políticas públicas na área da saúde.
Durante a sessão na ONU, Doutora Linamara apresentou dados e informações sobre as ações na área da deficiência no estado de São Paulo. Com base em sua apresentação, dois pontos são primordiais para o Governo do Estado de São Paulo: a acessibilidade e a possibilidade de alinhar todos os setores para viabilizar o atendimento às necessidades das pessoas com deficiência.
Sobre o primeiro tópico, a acessibilidade é considerada como "fundamental para a mobilidade e participação, constituindo-se no pilar mais transversal das políticas intersetoriais". Sobre o alinhamento de setores, a Secretária defendeu: "Poder Público, organizações sociais, universidades e setor produtivo precisam estar alinhados com as necessidades deste "novo consumidor" de produtos e serviços, e portanto viabilizar o acesso a produtos de alta qualidade, serviços de alto nível e tecnologia avançada, capaz de potencializar maior funcionalidade das pessoas com deficiência".
A Secretária expôs o que já tem sido feito em relação ao segmento no Estado. Um dos exemplos de ações realizadas pela Secretaria foi a Rede de Reabilitação Lucy Montoro.   Implantada dentro do Sistema Público de Saúde, a Rede, altamente especializada, traz as mais avançadas tecnologias para diagnóstico e tratamentos dos quadros que apresentam  deficiência.  O destaque ficou com a Unidade Móvel que tem como objetivo viabilizar o fornecimento de ajudas técnicas fora da região metropolitana. Só no ano passado, a Unidade percorreu 8.000 Km, atendeu 4.000 pessoas com deficiência e disponibilizou 6.000 ajudas técnicas.
A segunda ação dada como exemplo, diz respeito à habitação de interesse social. O programa baseado no Desenho Universal viabilizou que as casas populares tivessem a área aumentada para 60m², além de acabamentos e revestimentos compatíveis com a segurança e a acessibilidade.
A terceira ação ainda está em período de implantação: o Centro de Excelência em Tecnologia e Inovação para as Pessoas com Deficiência. O espaço deverá priorizar as tecnologias de informação e comunicação, a educação e o emprego.
Ao final, a Secretária Doutora Linamara mencionou que, de acordo com o Relatório Mundial sobre a Deficiência, as ações e objetivos do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, estão alinhados com as recomendações fornecidas pelo documento.
Questões como a discriminação e o difícil acesso aos sistemas de saúde, educação, reabilitação, transporte e moradia também são apresentados no documento.
"Recebemos esse relatório com grande satisfação. O monitoramento e avaliação que estão sendo realizados por organizações internacionais, os quais culminam em relatórios como esse, são uma ferramental útil e objetiva para aperfeiçoar o trabalho que realizamos. No Estado de São Paulo, superamos muitas barreiras, mas nós reconhecemos que ainda há muito a ser feito, e que, a partir de hoje, o Relatório Mundial sobre a Deficiência irá guiar nossas ações", destacou a Secretária.

terça-feira, 21 de junho de 2011

Pós-Graduação em Design Universal – Design para Todos

O Curso tem como objetivo capacitar o profissional refletir criticamente, desenvolver objetos e configurar espaços inclusivos, tendo como princípio o Design Universal e a Arquitetura da acessibilidade que se propõe a pensar objetos e espaços adequados ao uso e ao bem estar humano, atendendo a todos, sem distinção ou segregação contemplando a universalidade dos ambientes. 

· Capacitar o profissional a conceber e desenvolver ambientes inclusivos que considerem a fisiologia do ser humano analisando as suas dimensões, capacidades e possibilidades.

· Capacitar o profissional para adequação ergonômica de postos de trabalho, contribuindo para a equiparação de oportunidades para todos;
· Capacitar o profissional para reconhecimento de riscos ergonômicos, elaboração e desenvolvimento de programas de prevenção a acidentes e danos á saúde;
· Conhecer parâmetros antropométricos e identificar os principais obstáculos e equipamentos para a circulação de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida;
· Identificar e propor eficientes sistemas de informação e formas de comunicação inclusiva;
• Conhecer técnicas que potencializem a autonomia e a qualidade de vida de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.
PROGRAMA:
· Arquitetura e Acessibilidade
· Comunicação e Percepção ambiental
· Conceitos e Fundamentos do Design Universal
· Criação comparada e Criatividade
· Desenvolvimento do Projeto de Pesquisa
· Design Universal: o desafio de atender a todos
· Marco legal e Normas técnicas de Acessibilidade
· Minorias crescentes: configurações e demandas da sociedade nas próximas gerações
· Mobilidade Inclusiva
· Orientação para o Projeto de Pesquisa
· Seminários com profissionais convidados e especialistas - pesquisas e tendências
· Seminários Quais são as minorias crescentes e excluídas da nossa sociedade hoje? O que o mercado está desenvolvendo para atendê-los
• Tradição e ruptura: sentido e formas da Inovação
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS:

Porque fazer Design Universal - Design para todos?
Design Universal significa "design que  inclui" ou "design  para  todos". O enfoque é formar o profissional que pense em produto,  serviços e ambientes  que  sejam  utilizados  pelo  maior  número  de  pessoas  possível independente  da  idade,  habilidade ou situação.  Para pessoas com deficiência, atividades triviais do nosso cotidiano, pode ser um desafio.
Outras minorias crescentes,  como  idosos,  encontram  as  mesmas dificuldades.


Diante destas mudanças  sociais  e  demográficas,  profissionais  conscientes, ligados as áreas de Saúde, Design e Arquitetura se perguntam como fazer projetos  acessíveis a todos. A exigência da  acessibilidade  na  Arquitetura  e no  design,  criada  por  esta  conscientização  social, por novas  legislações, regulamentações  e  selos  de qualidade, obriga o profissional a se  capacitar para  atuar  neste  mercado. Apesar destes  novos  direcionamentos, não
existem  cursos  especializados  com  a  abrangência  necessária  havendo, portanto,  poucos  profissionais  preparados  para  este  desafio,  o  que vem a justificar a demanda por esta forma..o.O Design Universal se fundamenta na  promoção  do  "Design  Inclusivo", que visa a  qualidade  de  vida e a inclusão, por meio de projetos que consideram as diferenças fisiológicas do ser  humano  e  promovam  a  socializa..o  dos  espaços  e  objetos,  buscando atender  a  todos  com  igualdade,  evitando  o  estigma  da  segregação  e  do preconceito.


Além  disso,  este  Curso  atende  ainda  aos  anseios  da  sociedade contemporânea  em  relação  ao  conforto  ambiental,  visto  que  abordará conceitos  e  conhecimentos  da  ergonomia,  antropometria,  conforto  visual, iluminação e acondicionamento térmico ambiental, visando a segurança do usuário,  prevenindo  e  minimizando  acidentes,  lesões  e  enfermidades decorrentes  de  esforços  repetitivos,  posturas  e estações de  trabalho inadequadas.

OBJETIVOS:Objetivo Geral
O Curso tem como  objetivo  capacitar o pós-graduando  a  refletir criticamente, desenvolver  objetos  e  configurar  espaços  inclusivos,  tendo como princípio o Design Universal e a Arquitetura da acessibilidade que se propõe a pensar objetos e espaços adequados ao uso e ao bem estar humano, atendendo a todos, sem distinção ou segregação contemplando a universalidade dos ambientes.


Objetivos Específicos
·    Capacitar o profissional a conceber e desenvolver ambientes inclusivos que considerem a fisiologia do ser humano analisando as suas dimensões, capacidades e possibilidades;
·    Capacitar o profissional para adequação ergonômica de postos de trabalho, contribuindo para a equiparação de oportunidades para todos;
·    Capacitar o profissional para reconhecimento de riscos ergonômicos, elaboração e desenvolvimento de programas de prevenção à acidentes e danos á saúde;
·    Conhecer parâmetros antropométricos e identificar os principais obstáculos e equipamentos para a circulação de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida;
·    Identificar e propor eficientes sistemas de informação e formas de comunicação inclusiva;
·    Conhecer técnicas que potencializem a autonomia e a qualidade de vida de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida;
·    Refletir e solucionar problemas que surgem em seu campo de trabalho;
·    Desenvolver pesquisa científica.


PÚBLICO ALVO:


Profissionais graduados em design, arquitetura, engenharia, gestão, administração, saúde, educação e áreas afins, portadores de diploma de curso superior em instituição reconhecida.


HORÁRIO, DURAÇÃO E LOCAL DO CURSO:

Sábado das 09h às 17h
Duração do Curso: 1 ano e meio - agosto/2011 a dezembro/2012
Unidade Angélica: Av. Angélica, 1900 - Higienópolis - São Paulo

INSCRIÇÃO, FORMA DE INGRESSO E MATRÍCULA:



Inscrições e procedimentos: O  ingresso  do  aluno  na pós-graduação  se dará mediante a inscrições e análise de documentos.


Período de inscrição: 
Abertas até 30 de Julho de 2011


Matrículas
Até 30 de Julho de 2011 - até as 18h


Informações:
E-mail: saoep@escola-panamericana.com.br (falar com Josilene)

Telefones 55 (11) 36618511 - Ramais 142

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Benefício

A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência assinou com a empresa Microsoft um Protocolo de Intenções para a Criação do Centro de Excelência e Inovação em Benefício da Pessoa com Deficiência - CETI-PD. Na mesma ocasião foi assinado o Decreto que institui o Programa de Tecnologia e Inovação em Benefício da Pessoa com Deficiência. A reunião aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, na tarde do dia 24 de maio. Ambos instrumentos são destinados a realizar a pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias, voltadas a informação e comunicação, locomoção, dispositivos e tecnologias assistivas adequadas a pessoas com deficiência. 

Este Protocolo de Intenções e Decreto visam propiciar a acessibilidade digital às pessoas com deficiência para alcance de maior autonomia, qualidade de vida e independência, reabilitação e inclusão social. Para tanto a Secretaria dará prosseguimento ao processo de criação e operação inicial do CETI-PD, que será dedicado à pesquisa e ao desenvolvimento de soluções tecnológicas e organizacionais para o aprimoramento da reabilitação e a inclusão social das pessoas com deficiências visual, auditiva, física e intelectual. Também serão identificados possíveis produtos, serviços e soluções, na perspectiva do desenho universal e da equiparação de oportunidades.A iniciativa é um meio de apoiar a agenda estratégica do Estado em defesa dos direitos das pessoas com deficiência no campo das micro-economias baseadas em conhecimento, serviços e tecnologias de ponta, entre outras soluções, que permitirão que o Estado passe do tradicional modelo de assistência a um modelo de inclusão social em que as pessoas com deficiência são membros ativos da sociedade. Entre outros recursos, a Microsoft disponibilizará ao CETI-PD metodologia aplicada aos projetos específicos de inclusão social, digital e profissional para pessoas com deficiência , softwares e hardwares, que podem ser utilizados como ferramentas de acessibilidade e instrumentos de inclusão social das pessoas com deficiência. Um exemplo concreto decorrente da parceria com a Microsoft é o Programa Notebook da Saúde e Reabilitação, sob responsabilidade das Secretarias de Estado da Gestão Pública, de Desenvolvimento, da Saúde e dos Direitos da Pessoa com Deficiência, tendo como objetivo propiciar a aquisição de computadores portáteis (notebooks), visando promover a inclusão digital, bem como a educação e a qualificação profissional continuadas. Este Programa possibilita interatividade entre pacientes e profissionais da Saúde, que poderão se comunicar à distância, via notebook, durante o processo de reabilitação.Fonte: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência

sábado, 18 de junho de 2011

Companhia de Engenharia de Tráfego traz Curso de Inclusão na Educação para o Trânsito

Por meio do Departamento de Educação à Distância (DED) e da Gerência de Educação (GED), o curso a distância visa à conscientização da população

O principal objetivo do curso à distância, Inclusão de Pessoas com Deficiência e Mobilidade Reduzida na Educação para o Trânsito, é conscientizar a população quanto às pessoas com deficiência e seu processo de inclusão na sociedade. 
Num período de 20 horas totais, divididas em 2 semanas, o curso tem 4 aulas e destina-se a educadores, cuidadores, profissionais de ONGs e interessados no tema.  O conteúdo disposto nas aulas inclui desde contexto mundial e brasileiro das pessoas com deficiência até a circulação e mobilidade da pessoa com deficiência. É importante ressaltar que as aulas são à distância, tendo como requisito fundamental o uso de computador. O curso é gratuito e a data de início depende do número de participantes necessários para a realização do mesmo. Para fazer a inscrição e obter mais informações é necessário visitar o sitehttp://www.cetsp.com.br/ e clicar no banner Ensino a Distância.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

CONVITE ABERTO À POPULAÇÃO



A propósito do DIA DO ORGULHO AUTISTA, comemorado anualmente no dia 
18 DE JUNHO, data instituída e incluída no calendário oficial de festas e 
comemorações do Município, o GAIA | Grupo de Apoio ao Indivíduo com 
Autismo e os pais e familiares das pessoas com Transtorno Global 
do Desenvolvimento (TGD) – cujas manifestações mais conhecidas 
são oAutismo e a Síndrome de Asperger – convidam todos a 
comparecerem ao evento:


"VOZES PELOS NOSSOS FILHOS"

QUANDO: 17 DE JUNHO DE 2011
HORÁRIO: 19h30min
ONDE: Av. TIVOLI, 563 – Vila Bethânia
São José dos Campos
Sede do CIESP
Entrada Franca

Nessa ocasião, nas vozes dos próprios pais de crianças, adolescentes e adultos
 com o diagnóstico, será trazido um pouco do que o Autismo vem impactando na 
vida de pessoas e famílias de nossa comunidade e os desdobramentos –
 desenvolvimento e repercussão – que o fenômeno tem ocasionado em nossa
 sociedade.


Nós nos sentiremos prestigiados com seu interesse e presença!
GAIA| Grupo de Apoio ao Indivíduo com Autismo
Pais e familiares

***
Deseja saber mais sobre o autismo?
Ou fale conosco: (12) 3302-5756 | gaiasjc@gaiasjc.org.br.

* * *

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Pela primeira vez, o encontro da Sociedade Internacional Health Technology Assessment International – HTAi será realizado na Am érica Latina, em especial no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, conhecida também como a cidade maravilhosa.

A 8ª edição do Encontro HTAi será a oportunidade para ampliar a comunidade de Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) do Brasil. Além disso, será um espaço importante para pesquisadores, profissionais de saúde e gestores compartilharem experiências e conhecimentos sobre as melhores práticas em ATS para o processo de decisão em saúde.Este evento tem como objetivo apoiar o desenvolvimento, o uso e a disseminação da ATS no mundo, como meio de promover a incorporação de inovações efetivas e a alocação eficiente de recursos.
O HTAi2011 será realizado no Intercontinental Rio, Rio de Janeiro, Brasil.


Contamos com a sua presença!
Comitê Organizador Local
http://www.htai2011.org/index_pt.asp

domingo, 12 de junho de 2011

Maria Fernanda fala de Terapia Ocupacional hoje no SBT

Hoje no programa De Frente com Gabi a atriz Maria Fernanda Candido fala sobre a atuação do Terapeuta Ocupacional, dentre outras coisas. Assista...

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Capacitação



A iniciativa tem por objetivo oferecer qualificação profissional adequada, de modo a promover a inclusão desses profissionais no mercado de trabalho em geral e - em particular - no segmento de transporte de passageiros. O curso é composto por sete módulos, distribuídos em oito dias, com carga horária de cinco e seis horas por módulo. Entre os temas abordados estão: atendimento ao cliente, educação financeira, redação empresarial, qualidade de vida no trabalho, inclusão digital, comunicação, operação e funcionamento de empresas que atuam no transporte rodoviário de passageiros. Ao final, os participantes receberão certificados de participação e terão os seus currículos divulgados no mercado de trabalho. Há, ainda, a possibilidade de contratação dos profissionais pelas empresas participantes do projeto.IniciativaO curso será promovido pelo SETPESP - Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de São Paulo em parceria com o STERIIISP- Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Ônibus Rodoviários Internacionais, Interestaduais, Intermunicipais e setor diferenciado de São Paulo, Itapecerica da Serra, São Lourenço da Serra, Embu-Guaçu, Ferraz de Vasconcelos, Poá e Itaquaquecetuba, sob a orientação do Instituto Cultural de Integração, Desenvolvimento e Cidadania - Grupo O Resgate.As aulas, que têm inicio em 27 de junho e término em 5 de julho de 2011, serão realizadas no Instituto Resgate , que fica na Rua da Abolição, 117 - Bela Vista - São Paulo ( próximo a Câmara Municipal de São Paulo).As matrículas são gratuitas e devem ser feitas até o dia 15 de junho pelos seguintes e-mails:matriculas@metra.com.brelaine.nakashima@viacaocometa.com.br
rhselecao@translitoral.com.br lmoliveira@reunidaspaulista.com.br
noliveira@passaromarron.com.br
Fonte: Assessoria de Imprensa do SETPESP

Mais de 1 bilhão de pessoas tem deficiência, diz relatório da ONU

A Organização Mundial da Saúde e o Banco Mundial pedem que os governos facilitem o acesso destas pessoas a serviços básicos e invistam em programas que desenvolvam seus potenciais.
Genebra – Mais de um bilhão de pessoas – aproximadamente 15% da população mundial – são portadoras de algum tipo de deficiência, e 20% delas enfrentam grandes dificuldades em seu cotidiano, revelou nesta quinta-feira um relatório conjunto da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Banco Mundial (BM).
O documento, o primeiro de caráter global publicado sobre o tema em 40 anos, destaca que poucos países contam com mecanismos adequados para responder às necessidades dos portadores de deficiência.
O número de pessoas com necessidades especiais, além disso, aumenta devido ao envelhecimento da população e da maior ocorrência de problemas de saúde crônicos, como diabetes, doenças cardiovasculares e mentais.
Grande parte dessas pessoas – entre 110 milhões e 190 milhões – enfrenta ainda barreiras que vão desde a discriminação até a ausência de serviços adequados de atendimento sanitário e reabilitação, passando por sistemas de transporte e edifícios inacessíveis.
Dessa forma, essa parcela representativa da população não tem acesso a um sistema de saúde de qualidade, tem menos sucesso nos estudos e possibilidades de emprego, além de sofrer com maiores taxas de pobreza.
“Devemos fazer mais para romper as barreiras que segregam essas pessoas, em muitos casos excluindo-as da sociedade”, disse a diretora geral da OMS, Margaret Chan.
Para isso, a OMS e o BM pedem que os Governos acelerem seus esforços para permitir aos portadores de deficiência acessar serviços básicos, além de investir em programas especializados que permitam a estas pessoas desenvolverem seus potenciais.
O estudo ressalta que nos países mais pobres as crianças com necessidades especiais têm menos possibilidades de se manterem escolarizadas que as demais.
Nos países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico a taxa de portadores de deficiência inseridos no mercado de trabalho é de 44%, o que representa pouco mais da metade do que a das pessoas sem necessidades especiais (75%).
O estudo mostra ainda alguns exemplos positivos, entre eles Curitiba, com seu sistema público de transporte integrado que facilita o acesso dos portadores de deficiência adotando um design universal e conscientizando motoristas.
Em Moçambique e Tanzânia, oficinas sobre linguagem Braille e de sinais garantem que as mensagens de prevenção contra a aids cheguem aos jovens com necessidades especiais.
Fonte: Estadão (09/05/11)

Em relação ao título da matéria e no corpo do texto, apesar  do acordo com a Convenção da ONU e a Legislação Nacional do Brasil, muitos jornalistas ainda continuam utilizando a terminologia incorreta. Não se usa mais o termos “portadoras ou portadores de deficiência”, “pessoas com necessidades especiais”, mas sim “pessoas com deficiência” (Nota do blog)Veja:

terça-feira, 7 de junho de 2011

Inscrições abertas para 3º Concurso Moda Inclusiva

Podem participar estudantes matriculados em instituição de ensino superior ou escola técnica, ou profissionais formados na área de Moda.
Está aberto o período para as Inscrições do 3º Concurso Moda Inclusiva. Até o dia 15 de julho de 2011, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência recebe inscrições.  O concurso tem o objetivo de contribuir para uma sociedade mais justa e inclusiva, na qual todos tenham acesso igualitário aos produtos, bens e serviços disponíveis. A finalidade do concurso é promover importante debate sobre moda diferenciada, além de incentivar o surgimento de novas soluções e propostas em relação ao vestuário para as pessoas com deficiência.
O Concurso Moda Inclusiva, realizado pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, foi o primeiro realizado no Brasil e, segundo pesquisas, também inédito no âmbito internacional nesse formato. A primeira edição foi na sede da Secretaria, em 2009, e a segunda, no Museu da Língua Portuguesa, em 2010, ambos em São Paulo.
A Comissão Julgadora selecionará os 20 melhores trabalhos, que participarão da segunda fase do concurso. Os 20 looks selecionados pela Comissão Julgadora serão apresentados ao Corpo de Jurados no momento do desfile. Os critérios pelos quais os trabalhos serão avaliados são:
(I) adequação ao tema;
(II) pesquisa, desenvolvimento e inovação;
(III) criatividade;
(IV) estilo e linguagem de moda; e
(V) ficha técnica.
O projeto Moda Inclusiva estimulou a criatividade de vários grupos, entre estudantes, professores e pessoas com deficiência, além de fomentar um mercado com foco na ergonomia e estender a questão da deficiência para diversos setores da sociedade, propondo uma reflexão comportamental, bem como uma moda influenciada pela diversidade com design inspirado na ótica do Desenho Universal. O Desenho Universal é uma resposta ao movimento da sociedade, que busca eficiência e funcionalidade para todos os indivíduos ao longo dos ciclos da vida, um fator decisivo quando o objetivo é a construção de uma sociedade para todos que prioriza a eliminação de barreiras arquitetônicas, ambientais e estéticas.
Inscrições
Podem participar estudantes matriculados em instituição de ensino superior ou escola técnica, ou profissionais formados na área de Moda. Cada participante poderá concorrer com apenas um número de inscrição, que lhe dará direito apresentar até três trabalhos (looks).
Para concorrer, os participantes deverão preencher a ficha de inscrição no hotsite:http://www.sedpcd.sp.gov.br/modainclusiva/inscricao.php e enviar  um "look" (croqui e ficha técnica) para a sede da Secretaria (Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564, portão 10, Barra Funda - São Paulo - SP - CEP: 01156.001).
Agenda
3º Concurso Moda Inclusiva

Inscrições para o concurso: até 15/07/2011
Entrega dos trabalhos: até 25/07/2011
Divulgação dos 20 finalistas selecionados: 01/08/2011

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Esther Vergeer, tricampeã olímpica, tenta seu 18º título de Grand Slam
O tênis em cadeiras de rodas pode não ter o mesmo destaque nem lotar estádios como fazem Caroline Wozniacki e Maria Sharapova, mas a modalidade também tem suas musas. A maior delas é a holandesa Esther Vergeer, de 29 anos, dona de 17 títulos de Grand Slam e três medalhas de ouro olímpicas em simples (fotos: Getty Images e site de Roland Garros).

Nesta quarta, Vergeer somou sua 416ª (não é erro de digitação!) vitória consecutiva e avançou às semifinais entre as cadeirantes. Sua vítima foi a belga Annick Sevenans, que caiu por 6/3 e 6/2. Na noite anterior, a holandesa foi homenageada em Paris, no jantar dos campeões da Federação Internacional de Tênis (ITF).

beleza de Vergeer não é novidade. No ano passado, ela posou nua para um ensaio de uma revista esportiva americana.

sábado, 4 de junho de 2011

HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO


HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO
A matéria abaixo foi extraída do Site Amputados Vencedores, do amigo Flávio Peralta.
Discovery Channel apresentou em maio um documentário sobre Christian Arndt, um estudante de 27 anos que pesa 20 quilos. O que ele tem de diferente? Uma condição rara, chamada tetra-amelia, que acomete somente sete pessoas no mundo. Ele não possui braços e pernas e reside na Alemanha. Seus pais o abandonaram quando souberam de sua condição física e de saúde e foi adotado por Gisela, quando ainda era um bebê. O documentário nos leva a pensar sobre o que significa ser cuidado por outra pessoa o tempo todo e que é possível ter projetos de vida mesmo com tamanha limitação.
A história de Christian nos faz lembrar a história de Nick Vujicic.


quinta-feira, 2 de junho de 2011

A Vez do Vale do Paraíba, Governo Presente no dia 3.

Governador Alckmin e dezenas de secretários estaduais vão atender pedidos de prefeitos e de toda a comunidade da região do Vale do Paraíba, nesta sexta-feira, dia 3 de junho.   
Dra. Linamara Rizzo Battistella, Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, participa. Centenas de pessoas com deficiência são atendidas na região. 

Na sexta-feira, 3, a cidade de São José dos Campos vai sediar o encontro "São Paulo Governo Presente: A Vez do Vale do Paraíba", uma ação conjunta de diversos órgãos do Governo do Estado de São Paulo que trará uma série de benefícios para toda a região. Geraldo Alckmin, governador do estado, estará presente, anunciando medidas e acompanhando de perto as ações a serem tomadas pelo secretariado paulista para enfrentar as demandas da região, que reúne 39 municípios paulistas.

A comunidade do Vale do Paraíba é a principal convidada para a agenda mais importante do dia: a Plenária do Governo Presente. A Plenária é aberta ao público e será o momento em que serão debatidos os temas de maior preocupação dos moradores da região. A partir das 15h30, a Plenária contará não apenas com autoridades locais, mas com a participação de secretários estaduais e do próprio governador.


Você é nosso convidado especial!


É uma importante chance da população paulista levar ao governador as sugestões e reivindicações para um governo participativo - sobretudo para assegurar a inclusão social de pessoas com deficiência no estado de São Paulo - mais de 5 milhões, segundo o Censo do IBGE. 

NÃO FALTE! 

Ação: "São Paulo - Governo Presente: A Vez do Vale do Paraíba" 
Data: Sexta-feira, 3 de junho de 2011, a partir das 15h00 
Local: Parque Tecnológico de São José dos Campos - 
Rodovia Presidente Dutra - Km 137,5 - São José dos Campos (SP) 
Tel: (12) 3905.4648 e 3905.2677



ESPERAMOS VOCÊ!! Sua Presença é MUITO IMPORTANTE!